As dores do crescimento no ecossistema digital

Set 02, 2021 | min read
Produto
Gestão
Produto Digital

O que você vai ler

  • A tecnologia é fundamental para habilitarmos o negócio;
  • Modelos digitais possuem uma mentalidade estratégica diferente da tradicional.
By

CI&T

No ecossistema digital, a batalha por alcance de público por meio de curtidas, comentários e compartilhamentos tem definido o momento atual do mundo dos negócios. Grandes empresas já compreenderam o potencial da performance e o awareness da marca. Todo esse cenário foi elevado a uma nova potência com a transformação digital abrupta ocasionada pela pandemia.

Não é segredo que, no meio digital, tudo acontece muito rápido e essa velocidade na disputa por presença online deixa alguns questionamentos, tais como: e a escalabilidade?

“As barreiras para entrar na internet são mínimas, porém as barreiras para escalar são altas”.

Gavin Baker

“As barreiras para entrar na internet são mínimas, porém as barreiras para escalar são altas”. Essa frase não é minha - foi expressada por Gavin Baker. Note que essa citação nunca fez tanto sentido. A tecnologia é fundamental para habilitarmos o negócio e precisa estar conectada com a área de atuação da marca para um melhor entendimento sobre onde se quer chegar e saber como viabilizar, no menor tempo possível, a solução e a entrega, assim como o impacto de negócio.

A disputa por alcance não é infundida, claro. Quanto maior a sua estadia nas telas dos computadores e smartphones, maior o awareness que possíveis clientes têm da sua marca. Entretanto, para ter sucesso no digital uma empresa necessita mais do que presença: precisa de uma estratégia de escalabilidade diante da solução preconcebida. A lógica, tradicionalmente, seria: maior o número de consumidores fiéis à marca, maior a escala do negócio.

No entanto, antes de mais nada, é importante compreender quais modelos digitais possuem uma mentalidade estratégica, diferente do tradicional, com uma cultura focada na gestão de produto digital. Assim, o usuário, bem como as suas dores e experiência, tornam-se o centro das tomadas de decisão, o que ajuda na construção de valor para a marca e permite destravar a demanda, ou seja, escalar o produto.

A dor do crescimento de um negócio não mora somente na escalabilidade do produto, mas também está muito intrinsecamente ligada à cultura empresarial. Afinal, os times que estão trabalhando precisam ter todas as disciplinas de tecnologia instaladas, o que significa ter pessoas que ajudem a destravar a arquitetura, a segurança da informação e a infraestrutura para que esse processo de escalabilidade ocorra.

Outro fator impactante é saber se os times podem decidir as ações ou se devem consultar outros de fora, que não estão engajados no processo. Existem os times colaborativos e os capacitadores, que ajudam outras equipes a ganhar "velocidade''. É necessário, portanto, trabalhar de maneira colaborativa para que todos tenham foco e consigam fazer a gestão dos produtos que pretendem ofertar.

A tecnologia e a performance são apenas agentes facilitadores que desempenham muito bem o seu papel. No fim do dia, o que irá determinar o vencedor nessa batalha por presença é a escalabilidade dos seus produtos digitais em meio a tantos outros. Não há atalhos: a verdadeira transformação digital é aquela que abrange desde a experiência do consumidor final até a cultura que a sua empresa promove aos colaboradores.


CI&T

CI&T